Inquietações Pedagógicas

"Não sei, meus filhos, que mundo será o vosso…"  Jorge de Sena in Metamorfoses

18.2.07
 
Portugueses satisfeitos com a educação ?!
Segundo o II Inquérito Social Europeu (que, em Portugal foi levado a cabo pelo ICS e o ISCTE),os portugueses estão mais satisfeitos com o seu sistema educativo (ou, melhor dizendo, menos insatisfeitos) do que com o da saúde e com o funcionamento da democracia. Mais insatisfeitos estão mesmo é com o Governo e a economia. Tudo isto vem num quadro publicado pelo Público de 8 de Fev, p.2.No entanto, sabem o que diz a pagela ? "Em relação aos portugueses, um em cada cinco está medianamente satisfeito com a vida que tem. Isso não impede, no entanto, que reclamem contra os sistemas de saúde e de educação". Já é embirração !!!

Maria Emília Brederode Santos

Comments:
E será que vende falar mal da educação?Ou será mesmo ideológico?
 
Não é de admirar que os portugueses estejam de facto satisfeitos ou medianamente satisfeitos com o ensino superior em Portugal!! Todos sabemos que conseguir uma Licenciatura numa Universidade Portuguesa não coisa para seres humanos altamente inteligentes, ainda mais porque qualquer um que seja minimanete esperto, com capacidades para ludibriar os professores consegue um grau de licenciado! A questão não me parece que esteja na satisfação dos alunos ( clientes) com o sistema de ensino, mas sim se estarão satisfeitos ou não com o estilo de vida que conseguiram depois de licenciados ou doutorados..será que nos tornamos em adultos altamente motivados e realizados profissionalmente ao longo da carreira e da vida? O será que a universidade é apenas mais um obstáculo á criatividade e às iniciativas com valor sustentado, já que premeia sistemas de avaliação antiquaos e desajustados?!
Como será então a situação quando daqui a sensivelmente 30 anos, a maioria da população de paises desenvolvidos possuir graus académicos elevados? Quais as competências que serão então o alvo de avaliações pedagógicas? Continuará a ser importante a capacidade memorização e de cruzamento dessa informação memorizada? Ouserá que teremos um ensino baseado em avaliações de capacidades emocionais e inteligiveis? Será mesmo o ensino presente verdadeiramente pedagógico? Estamos realmente "educados" para o futuro?
 
...mas atenção nem todos.
inquietado e não satisfeito estou e
também des-encantado aqui:
www.des-encantos.blogspot.com
 
Tão satisfeitos com a educação como com a figura de Salazar!
Produto infeliz de 48 anos do segundo e de dos últimos 32 da primeira.
É caso para dizer:
- Quem não se identifique com esta mediocridade faça o favor de falar e, principalmente, de escrever!
 
Enviar um comentário

<< Home